BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

28 de jun de 2009

JESUS FUNDA A IGREJA

Dia 28 de Junho de 2009 Domingo

Antífona da entrada: Eis os santos que, vivendo neste mundo, plantaram a Igreja, regando-a com seu sangue. Beberam do cálice do Senhor e se tornaram amigos de Deus.

Oração do dia

Ó Deus, que hoje nos concedeis a alegria de festejar são Pedro e são Paulo, concedei á vossa Igreja seguir em tudo os ensinamentos destes apóstolos que nos deram as primícias da fé.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amém!

COMENTÁRIO SOBRE A LEITURA DOS ATOS DOS APÓSTOLOS.

(Atos 12,1-11)

E a velha raposa, o rei Herodes mandou prender alguns membros da Igreja para os maltratar, e para agradar os judeus. Mandou prender Pedro, mas o anjo do Senhor veio em sua defesa soltando na presença dos guardas.

Acontece, que Pedro, o Primeiro papa, não poderia ser humilhado por muito tempo. Foi por isso que Deus enviou o seu anjo fazendo assim uma intervenção direta para libertar o seu escolhido para ser a primeira pedra na construção da sua Igreja. Por um instante, Pedro até pensou que estivesse sonhando. Mas ao ver o anjo desaparecer quando a sua libertação estava concluída, ele pensou agora vejo que o Senhor mandou verdadeiramente o seu anjo e me livrou das mãos de Herodes e da maldade do povo judeu. Irmãos: Este milagre se fez por causa da promessa de Cristo com relação à sua Igreja que acabara de ser fundada por Ele. Promessa de proteger e defender a sua Igreja até o fim dos tempos.

COMENTÁRIO DA CARTE DE PAULO (Timóteo 4,6-8.17-18)

Na segunda carta de Paulo a Timóteo, ele conclui o seu gigantesco trabalho missionário, afirmando que: “estou a ponto de ser imolado e o instante da minha libertação se aproxima.” Paulo considera a sua morte uma libertação, na certeza de que irá para junto de Deus. Paulo afirma que fez um bom trabalho, e reconhece que só conseguiu isso por ter sempre a presença de Deus em sua vida, não obstante toda perseguição pela qual passou. “...o Senhor me assistiu e me deu forças, para que, por meu intermédio, a boa mensagem fosse plenamente anunciada e chegasse aos ouvidos de todos os pagãos.

COMENTARIO DO EVANGELHO SEGUNDO MATEUS

(Mateus 16,13-19)

Tu és Pedro e sobre esta pedra eu irei construir minha Igreja; e as portas do inferno não irão derrotá-la (Mt 16,18).

Aqui estamos diante da ordenação do primeiro papa, Pedro, e a instituição ou criação da Igreja Católica, a única que foi fundada por Deus na pessoa de Jesus Cristo. Todas as demais igrejas do Planeta Terra, foram fundadas por homens humanos iguais a mim e a você, sujeitos a muitos erros. E tem mais. Jesus promete que os poderes dos infernos não abalarão as estruturas na nossa Igreja. Satanás não terá poder nenhum sobre os nossos padres, nossos irmãos engajados e unidos no amor de Cristo para anunciar o evangelho. Caso você sinta a presença de Satanás em algum momento tentando arrastá-lo para o seu lado, é só dizer: Satanás, eu te ordeno em NOME DE JESUS que se afaste daqui! Repita várias vezes. Pois Satanás treme diante do nome de Jesus.

“Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo!... ...Jesus então lhe disse: Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus”. É por isso que a fé é um dom de Deus. É Ele que nos faz perceber, entender, e crer nos mistério da encarnação e redenção de seu Filho. Somos escolhidos para crer, para aceitar Jesus e seu projeto de salvação, no qual trabalhamos, não que Deus precise de nós, mais porque Ele quis contar conosco na realização de seu plano se salvação. E para nós é uma grande hora contar com a confiança, a escolha, com o chamado de Deus para fazer parte do trabalho missionário da Igreja iniciada por Pedro e os apóstolos. Que tenhamos a coragem de Paulo que aceitava a morte como uma libertação, e afirmou que o viver é Cristo e o morrer é lucro. A partir do momento que nos desprendemos de nós mesmos, que como Paulo considerar que o nosso viver é Cristo, que deixemos que Deus dirija e governe totalmente a nossa vida 24 horas, estaremos realmente engajados no projeto de Deus, e podemos confiar na sua promessa de nos proteger e também de nos iluminar através do Espírito Santo.

====================================================================================================

ORAÇÃO

Creio na Igreja católica, una santa e pecadora, fundada por Jesus cristo para a nossa salvação. Quero sempre ser fiel à minha Igreja. Quero servi-la, defendê-la, e respeitá-la, nunca fomentar a discórdia entre os seus membros aos quais eu faço parte e pretendo assim continuar até o fim de minha vida. Amém.

Sal

Conheça o Blog CATEQUESE ATUAL

27 de jun de 2009

SEGUIR JESUS É DOAR-SE

Dia 29 de Junho de 2009- Segunda-feira

Evangelho (Mateus 8,18-22)


Um escribas se mostra disposto a seguir Jesus. “ Respondeu Jesus: As raposas têm suas tocas e as aves do céu, seus ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça.”

Jesus fala que para segui-lo é necessário ser uma pessoa despojada de si mesma, sem reservas, sem apegos às coisas desse mundo, sem ser meio lá meio cá. É o caso dos nossos sacerdotes, que morrem para si mesmo e se entregam para continuar a missão de Jesus. Para isso é preciso ter coragem! Não é coisa muito fácil. Pois o sacerdote olha do lado e vê as pessoas integradas mal ou bem com suas famílias. E ele, na solidão. Eu estudei para padre. Fiz Filosofia e teologia. Ao terminar o curso de filosofia, ou seminário menor, sofri um acidente de carro, depois que me recuperei fisicamente , eu desisti do sacerdócio por que percebi que não iria suportar o peso da solidão. Talvez eu até fosse um bom padre se não tivesse que ser celibatário. Nós os membros da comunidade paroquial, temos que dar todo apoio possível ao sacerdote, convidando-o para almoçar em nossa casa, ficando mais tempo em sua companhia, dando todo o carinho fraterno que ele merece e precisa para não se lembrar que é um celibatário. Porque o problema é parecido com o seguinte exemplo: A Televisão no seu noticiário anunciou que a partir do meio dia vamos ficar sem água por cinco dias. Que acontece na nossa mente? Ficamos com sede na hora. Só de pensar que não terá água, além da sede, começamos a nos sentir sujos, até com coceiras pelo corpo com vontade de tomar aquele banho. É o que acontece com o seminarista. Só de saber que não poderá se casar, ele sente mais vontade de construir um a família. Outros jovens solteiros da sua idade, nem estão pensando no assunto. É igual a pessoa que mora em frente ao mar. Fica dias , até meses sem ir à praia. Ela pensa. A praia está aí mesmo, quando eu quiser, eu vou. Hoje não. Deixa para outro dia. Assim, os dias vão se passando, e aquela pessoa nem se preocupa com a praia. Ao contrário, uma pessoa que mora longe do mar, fica pensando o verão inteiro como seria bom morar perto da praia para tomar banho de mar todos os dias! E quando tem a oportunidade de ir ao mar, aproveita tanto como se fosse morrer amanhã. Isso é parecido com o problema do celibato. Se ele não fosse obrigatório, os seminaristas e padres não teriam nenhuma complicação com relação à solidão. Já sei que você está se preparando para mandar-me um recado dizendo que o problema da solidão é superado com a graça de Deus, e da Virgem Maria. Claro, que é. Mas não se esqueça das tentações do mundo atual que nos cercam por todos os lados. Na rua, na internet, no cinema, na televisão, até quando olho para fora pela janela do meu quarto.

ORAÇÃO:

Livrai-nos ó Pai de todos os perigos: Assaltos, roubos brigas, e principalmente de todas as tentações. Por Jesus Cristo, vosso Filho e nosso Senhor. Amém.

Sal

http://catequeseatual.blogspot.com/

POR QUE TEMEIS, HOMENS DE POUCA FÉ?

Dia 30 de Junho de 2009- Terça-feira

Evangelho (Mateus 8,23-27)

Também nós no mar de nossa vida enfrentamos de vez em quando, algumas tempestades: Um acidente, uma briga, na hora do desemprego, o filho que seguiu o caminho errado na vida, a filha que fugiu de casa com o rapaz que não era bem a sua outra metade, etc. Todas essas tempestades nos pegam de surpresa, no momento em que menos esperamos um contratempo. E qual tem sido a nossa reação? Rezar? Pedir ajuda ao pessoal da pastoral? Pedir a visita do padre em nossa casa? Xingar? Descabelar? Revoltar-se contra Deus? E depois dizer que não vai mais à missa? Etc.

Acontece que a nossa atitude ou a reação diante do mar revolto, vai depender única e exclusivamente da nossa fé. Se realmente temos fé, vamos estar derrotados, doloridos, sentidos, sofrendo muito, mais tudo isso com a calma de quem sabe que alguém que tem o poder sobre tudo, nunca dorme. E está sempre ao nosso lado, tanto na hora da calmaria, como na hora da tempestade. Acontece, que quando na nossa viagem marítima o sol brilha na nossa escuna, o vento é só uma brisa, e estamos curtindo um cruzeiro particular inesquecível, de vento em poupa, nem pensamos em agradecer ao Pai que nos proporcionou aquilo tudo, e que apesar da nossa indiferença, está sempre do nosso lado. Mais quando o tempo vira, e o mar se agita, quando o barco da nossa vida está quase virando inundado de tantos problemas, é nessa hora que nos lembramos de gritar. Senhor, Senhor não vai fazer nada? Vai me deixar morrer aqui?

Por que temeis, homens de pouca fé?” Não contem para ninguém, mas eu confesso que já “amarelei” diante de algumas tempestades. Diante de uma agulha mais ou menos da grossura de uma agulha de crochê na mão de um estagiário que ia fazer uma Mielografia na minha coluna no lugar do meu médico de confiança que teve de atender uma grande emergência, naquele momento, eu entrei em pânico, reclamei, quase chorei, mas finalmente recorri a Deus e consegui submeter-me àquela tortura e hoje estamos aqui.

Oração: Creio em De Pai todo poderoso, em Jesus Cristo, nos milagres, na hóstia consagrada, no perdão dos pecados, e na vida eterna. Amém.

Sal

http://catequeseatual.blogspot.com/

JESUS LIBERTOU OS POSSESSOS

Dia 1º de Julho de 2009 - Quarta-feira

Comentário o Evangelho-(Mateus 8,28-34)

Mais uma vez, o evangelho nos prova que Jesus é verdadeiramente o Filho de Deus (os próprios demônios confessam isso). Aqueles dois homens possessos de demônios foram libertados de seu sofrimento, por Jesus, porque Ele é o nosso libertador. Liberta-nos do pecado, de todas suas causas e de todas suas conseqüências. Só Jesus pode nos libertar dos demônios que no nosso dia a dia tentam-nos para poder nos arrastar para o pecado, para longe de Deus, e da vida eterna. Mais essa libertação não acontece se nos afastarmos de Deus, ficando muito tempo sem rezar, e principalmente sem comungar. Foi assim que aquele sacerdote sucumbiu-se com a pressão da legião de demônios que o arrastou como uma torrente poderosa para longe da Igreja, e de Deus. Sendo jovem recém ordenado, foi designado para uma paróquia de uma cidade no Nordeste, onde as tentações são muitas e a solidão se avoluma principalmente à noite. Apesar disso aquele padre desempenhava seu sacerdócio com muita vontade, humildade e por que não dizer, com fé. Celebrações, reuniões, encontros de jovens, elogios a sua pessoa, olhares, tentações, até que em um domingo à noite, final de um encontro de jovens, quando fechava a última porta da casa paroquial, ela estava lá, sentada, com o olhar fixo nele, ficou pasmado quase sem voz, mas afinal conseguiu perguntar o que ela estava fazendo ainda ali? Por que não foi para casa?... ....Conclusão, hoje este padre, (porque sempre será padre) está cassado com aquela tentação morena, e as missas viraram celebrações feitas por uma freira, e outras vezes por catequistas da paróquia. Segundo informações, a situação é bastante desagradável, e maledicente para a própria Igreja. Aquele tímido padre, apesar de possuir um pequeno defeito físico, é de boa aparência. Ele tinha que viajar de uma cidade a outra principalmente no fim de semana para atender confissões, casamentos, batizados e celebrações. Com muitas atividades, suas orações pessoais foram substituídas por horas ou minutos de descansos. E, diante deste quadro de muita ação e pouca oração, o espírito que mesmo estando preparado pode cair por que a carne é fraca, imaginem um espírito despreparado mais carne fraca mais solidão mais grades tentações. Não deu outra. A Igreja perdeu mais um padre!

=================================================================ORAÇÃO: Jesus que dissestes aos apóstolos: Eis que estarei convosco até o que o fim dos tempos. Proteja os teus sacerdotes de toda armadilha do demônio, de toda tentação. Amenize a solidão que eles experimentam no seu dia-a-dia, uma vez que o celibato continua sendo obrigatório. Amém.

Sal

Sal.salvideo@gmail.com