BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

Carregando...

21/02/2011

O homem deixará seu pai e sua mãe e os dois será uma só carne - Padre Queiroz


Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011


Evangelho - Mc 10,1-12

 


Neste Evangelho, respondendo a uma pergunta, Jesus mais uma vez deixa claro que o casamento é indissolúvel. "O que Deus uniu, o homem não separe!"

Ainda que todos os legisladores do mundo se unissem e declarassem desfeito um casamento validamente realizado, esse casamento continua do mesmo jeito, porque o homem não consegue desfazer ou anular uma lei de Deus.

Deus criou a família estável, porque ela é o alicerce da sociedade, a base da Igreja e a formadora de pessoas.

Os dois se tornam uma só carne. O cônjuge é como um membro do nosso corpo. Ninguém quer cortar, por exemplo, um braço, ou uma perna. Se está doente, cuidamos, ou sofremos com a doença, mas continuamos com aquele membro.

Por isso, não tem sentido aquela pergunta: "E se um dia a gente não der certo, o que faz?" A resposta é: Continua junto até a morte, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença.

É nessa estabilidade que está a felicidade do casal e principalmente dos filhos. Os filhos não precisam tanto que os pais os amem, e sim que se amem. Quando os pais não amam os filhos, estes ficam revoltados; quando os pais não se amam, os filhos ficam desequilibrados, o que é muito pior. Por isso que Jesus, logo em seguida (Mc 10,13) abraçou as crianças.

Deus deixou para os casais os meios de perseverar no matrimônio: A oração, especialmente a Eucaristia. O perdão mútuo, a humildade, reconhecendo os próprios defeitos e as qualidades do outro.

E o diálogo. Nunca interromper o diálogo de jeito nenhum. De preferência sair os dois de vez em quando, para ficarem a sós e conversar sobre os vários aspectos da vida familiar ou pessoal.

Finalmente, a devoção a Nossa Senhora. Rezar, por exemplo, o terço, de preferência juntos. E Deixou ainda diversos outros meios, como a leitura da Bíblia, a participação em reuniões de casais ou de setores da Comunidade... Nada como um casal ouvir os problemas do outro e perceber que somos todos farinha do mesmo saco.

Certa vez, houve uma discussão feia entre um casal e a esposa parou de conversar com o marido. Passou um dia, dois, três... nada. Ela cumpria todos os deveres, mas calada.

Então o esposo teve uma idéia. À noite, quando os dois estavam no quarto, ele abriu o guarda-roupa e começou a puxar as gavetas como se estivesse procurando uma coisa. Tirava objetos, colocava-os de novo no lugar... era uma procura sem fim.

Até que ela não resistiu e disse: "O que é que você está procurando?" Ele sorriu e falou: "Ô querida, já achei. Eu estava procurando a sua voz!"

Precisamos encontrar saídas criativas para solucionar os conflitos. E nunca interromper o diálogo, pois isso é horrível. Se conversamos, pode ser que a desavença seja esclarecida. Se não conversamos, é certo que ela não será esclarecida.

Maria Santíssima passou por vários problemas familiares, mas venceu todos, porque é unida com Deus e que está com Deus vence tudo. Rainha das famílias, rogai por nós!

O homem deixará seu pai e sua mãe e os dois será uma só carne.

 

Padre Queiroz

Nenhum comentário:

Postar um comentário