BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

18 de ago de 2011

Amar a Deus e ao próximo-Alexandre Soledade


Bom dia!
Nesta ultima quarta feira colocamos uma citação que casará perfeitamente com o que falaremos hoje nessa reflexão: "(…) Se não importa o tempo que tenho ou o quanto sou habilidoso num carisma ou dom que Ele me concedeu, o que é que de fato conta para receber mais pelo meu trabalho? A CONVERSÃO DE CADA DIA, A FÉ COM QUE ME APEGO E A HUMILDADE QUE REALMENTE VIVO" (reflexão do evangelho de quarta feira)
Ao me propor a seguir assim em minha vida, preciso de fato aprender a amar a Deus e não vê-lo como culpado ou pai omisso em meio às coisas que me acontecem em virtude da MINHA própria atitude e da atitude dos outros. Quem por ventura fez a dívida que tenho? Quem foi é culpado pela fatalidade que aconteceu em minha casa?
De fato não foi Deus que nos colocou o problema, mas com certeza tem um dedo dele quando ganhamos forças e sabedoria para enfrentá-los
"(…) Em tudo somos oprimidos, mas não sucumbimos. Vivemos em completa penúria, mas não desesperamos. Somos perseguidos, mas não ficamos desamparados. Somos abatidos, mas não somos destruídos. Trazemos sempre em nosso corpo os traços da morte de Jesus para que também a vida de Jesus se manifeste em nosso corpo". (II Coríntios 4, 8-10)
Segundo o catecismo a fé é um dom de Deus, mas depende de um ato humano: querer aceitar.
"(…) A fé é um dom de Deus, uma virtude sobrenatural infundida por Ele. "Para que se preste esta fé, exigem-se a graça prévia e adjuvante de Deus e os auxílios internos do Espírito Santo, que move o coração e o converte a Deus, ABRE OS OLHOS DA MENTE e dá a todos suavidade no consentir e crer na verdade". (§153 Catecismo da Igreja católica)
Minha vida muda quando de fato por dentro eu também mudo.
Dizem que um ladrão após condenado e preso, passa boa parte do tempo pensando… O que será que ocupa a sua mente? Fugir? Novos planos? Vingança? Sobreviver? Não só isso mas também passa por sua cabeça o arrependimento, a frustração, mudar de vida ao sair, (…). Sabemos que as chances que são dadas a quem foi um ex-presidiário são pequenas, mas o que de fato ocorre logo após cumprirem a pena?
Segundo dados, cerca de 53% retornam ao crime, mas o que mudou na mente dos outros 47%? Talvez colocaram TODA A FORÇA que tinham no projeto de se redimir com a sociedade e com ou seus. Se nós não conseguimos consertar aquilo que magoa os irmãos é talvez também que não tenha feito o tal propósito.
Para parar de beber não posso impor a minha família que esconda ou pare de beber, pois o único que não sabe se controlar sou eu! Eles podem até ajudar, mas a FORÇA e o propósito serão meus e não deles. Como esse caso temos tantos outros que colocam (ou condicionam) suas mudanças nas forças de outros.
Lembrei-me de uma frase que um dia ouvi de uma irmã: "Reze por mim, pois tenho muita fé na sua fé!". (risos)
Como então não voltar na reflexão de quarta? A CONVERSÃO DE CADA DIA, A FÉ COM QUE ME APEGO E A HUMILDADE QUE REALMENTE VIVO.
Precisamos refletir muito isso.
Um imenso abraço fraterno.



Nenhum comentário:

Postar um comentário