BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

31 de ago de 2011

Pescadores de homens-


Alexandre Soledade


Bom dia!
Vejamos que existem duas situações ou realidades no evangelho de hoje: Um povo sedento que se acotovelava para se aproximar de Jesus e outro grupo de pessoas (pescadores), que meio indiferentes ao que acontecia na margem, permanecia em seus afazeres.
Um grupo apertava Jesus contra o lago deixando claro que não desistiria da graça “(…) e a multidão se apertava em volta dele para ouvir a mensagem de Deus”; e o outro já se dava como vencido, pois lavar as redes é a última coisa que o pescador faz antes de sair. “(…) Os pescadores tinham saído deles e estavam lavando as redes“.
Dois anos atrás era assim que eu via o mundo. De um lado um povo desconhecido e sedento por encontrar a Deus e do outro lado bons pescadores que já “lavavam suas redes” cansados de tentar da mesma forma, da mesma maneira (…). Jesus então subiu na nossa barca e pediu que fôssemos para águas mais profundas onde não desse pé, ou seja, num lugar desconhecido, novo, diferente, sem segurança do que estávamos fazendo…
“(…) Pela terceira vez o Senhor chamou Samuel, que se levantou e foi ter com Heli: Eis-me aqui, tu me chamaste. Compreendeu então Heli que era o Senhor quem chamava o menino. Vai e torna a deitar-te, disse-lhe ele, e se ouvires que te chamam de novo, responde: Falai, Senhor; vosso servo escuta! Voltou Samuel e deitou-se. Veio o Senhor pôs-se junto dele e chamou-o como das outras vezes: Samuel! Samuel! Falai, respondeu o menino; vosso servo escuta! O Senhor disse a Samuel: EIS QUE VOU FAZER UMA TAL COISA EM ISRAEL, QUE A TODO O QUE A OUVIR FICAR-LHE-ÃO RETININDO OS OUVIDOS”. (I Samuel 3, 8-11)
Nossa! Como a Palavra de Deus meditada todo dia faz bem! Mas foi duro vencer a barreira dos irmãos! Muita gente perguntava com que direito ou com que estudo me fazia valer para fazer a Exegênese? Pus-me a estudar ainda mais, fui convidado a ser ministro (MESCE), novas atribuições surgiram em virtude de termos poucos padres, mas ai que entendi que o fato do Senhor ter subido no nosso barco foi para nos fazer pescador de gente!
Hoje a Palavra chega a mais de trinta mil pessoas por dia. Recebo emails de todo Brasil e até do exterior; ministros de outras paróquias usam os testos em suas celebrações e muito melhor que isso, hoje vejo a igreja com outros olhos. Ela não é somente o grupo que participo e amo, ela é as pessoas que se acotovelam para ouvir Jesus.
Descobri que tenho um homônomo (risos), ou seja, alguém com o mesmo nome que eu, e engraçado é que ele é evangélico e também leva a palavra de Deus
Nesses dois anos pensei em parar de escrever pelo menos umas sete ou oito vezes, como Pedro também disse ao Senhor que “sou pecador”, mas é Ele que insiste, pois talvez o meu pecado seja menor que a vontade que tem de ver seus filhos voltando pra casa.
O Blog ganha corpo, ganha cara nova, selo da Canção Nova, ataques de hackers (risos), mas já são mais de 320 comentários que equivalem a quase mil e tantas páginas escritas em FONTE 10. Como em minha vida e na vida do ANGELTON, verdadeiro autor da idéia de ir além. Amigo, irmão que conheci via Orkut (bom saber para aqueles que depreciam esse meio de comunicação – Deus também pairou por lá), que um dia recebeu um “evangelho de hoje” de um contato de email e hoje só Deus sabe por onde anda, aonde chega, aonde vai…
Aos leitores desse email que virou blog… Deixem Deus também subir no seu barco. Não lavem as redes ainda. Joguem mais uma vez, só que dessa vez para o lado que Deus mostrar.
Nada vai nos abalar se continuar acreditar que DEUS É MAIOR!
Agora já tenho dois anos, entro no ano três, grávido novamente e feliz
Um imenso abraço fraterno do Alexandre Soledade, da paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Cuiabá, pai do Guto, esposo da Benail e logo pai de um novo bebê!


Nenhum comentário:

Postar um comentário