BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

29 de jan de 2012

“ESTE POVO ME HONRA COM OS LÁBIOS, MAS SEU CORAÇÃO ESTÁ LONGE DE MIM”.-Olívia Coutinho



 
Dia 07 de Fevereiro de 2012
 
Evangelho de Mc 7,1-13
 
Estamos sempre buscando uma definição sobre o amor, tão falado, mas às vezes tão pouco vivido!
 Humanamente é impossível encontrarmos uma definição tão clara sobre o amor, como a que nos vem da ótica divina, onde o amor se define em fatos concretos.
Quantos de nós perdemos a oportunidade de vivenciar  este amor concreto, por estarmos  presos em pormenores,  que na verdade não nos acrescenta nada, que apenas nos servem como pretextos para   justificar o nosso não comprometimento com o bem maior.
Estamos constantemente observando uns aos outros, pena que a nossa observância se direciona mais para o exterior das pessoas, sempre destacamos mais os pontos negativos do outro, por isto não descobrimos os tesouros escondidos no seu interior.
 Enquanto estamos  na observância  dos pontos fracos dos nossos irmãos, deixamos   de cuidar do nosso interior, esquecendo de que não  somos modelos de perfeição.
 Por deixarmos ser levados por um olhar malicioso, que nos distancia do amor, vamos perdendo a capacidade de ver além das aparências, de ter uma percepção profunda dos fatos, das pessoas, ainda  não aprendemos a ter  um olhar de contemplação,  fruto da fé, da esperança, da vivencia em intimidade com Deus.
O evangelho de hoje, narra um encontro dos  fariseus e alguns  mestres da lei com Jesus.  Eles vieram de Jerusalém, com um único  objetivo:  descobrir que tipo de ensinamento Jesus  passava como formação para  seus discípulos, se Ele  os incitava à não-observância das Leis. Pelo que chegou ao conhecimento deles, parecia que os ensinamentos de Jesus, não se enquadravam  com os padrões religiosos da época, e que as suas orientações rompiam com o sistema religioso já estabelecido.
Para os fariseus, religião, era cumprir preceitos, normas, rituais estéreis,  vazios, que aos olhos de Deus, não acrescentavam nada.
 Eles observavam rigorosamente os preceitos, mas não agiam com misericórdia, suas atitudes eram totalmente contrárias a vida.
A  pureza exterior tão observada por eles, escondia a dureza dos seus corações, em nada assemelhava à pureza interior que agrada a Deus.
O texto nos desperta para um questionamento a respeito da nossa fé e a nossa vivencia religiosa! Devemos ser coerentes entre o que falamos e o que vivemos.  Deus não nos olha externamente, para Ele, não importa a nossa cor, nossa posição social e nem mesmo a nossa religião, para Deus, o que importa  é  o que cultivamos de bom no nosso interior, ou seja: a pureza do coração!
 É de um coração puro, que brotam as mais belas atitudes de amor!
De nada adianta nossos atos externos se não retrata o que na verdade somos interiormente! 
Aos olhos de Deus, a prática exterior, só encontra seu verdadeiro sentido, quando é uma expressão do que realmente se crê e se vive, do contrário, são práticas vazias, que nada significam, pois mostram  o que na verdade não se é, e não se vive!
O que verdadeiramente agrada a Deus é um coração  livre das maldades, das ambições...
Deixemos que o nosso coração se encha do amor que liberta, que nos torna sinal da presença de Deus no mundo.
 
FIQUE NA PAZ DE JESUS!- Olivia

Nenhum comentário:

Postar um comentário