BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

27 de jan de 2012

Quando de fato confiamos em Jesus,nossos medos,se tornam fumaça,as tempestades se acalmam e ficamos certos que Ele apenas espera nossa manifestação de fé - Maria Regina.


 

                                    No final da tarde, depois de ter ensinado muitas coisas e de ter curado muitas pessoas Jesus se dirige aos seus discípulos e os convoca a passarem para o outro lado do mar da Galiléia. Não é apenas um convite, mas uma ordem: "passemos"! Jesus não mandou que os discípulos fossem sozinhos, mas se dispôs a ir junto com eles. Os apóstolos ainda não sabiam o que iriam encontrar e enfrentar, no entanto, "despediram a multidão e levaram Jesus consigo, assim como estava na barca", diz a Palavra. Os apóstolos deviam estar apreensivos, porém, a fé em Jesus era maior do que as suas dúvidas e apreensões. Não foram eles que entraram na barca de Jesus, mas foi Jesus quem entrou na barca deles, para fazer-lhes companhia durante a travessia.

                              Colocando isto na nossa realidade nós podemos imaginar que cada um de nós já pode ter convivido com Jesus, meditando na Sua Palavra, em momentos de oração, já recebemos instruções e já presenciamos os Seus milagres na nossa vida. No entanto, "ao cair da tarde", isto é, no momento em que estamos Ele nos chama para ir mais além, para outro lado, quem sabe para alguma mudança de atitude, de mentalidade. Jesus também nos chama para a outra margem, isto é, para um lugar mais próximo Dele, longe do mundo e das suas concepções.

                         Ele nos chama para a santidade, mas não fica de fora, entra na nossa barca, na nossa vida e vem nos ajudar na viagem. Porém este chamado é pessoal! Jesus chama a cada um de nós em particular, pra levá-lo na nossa barca para um lugar que só Ele sabe aonde é e o que tem lá e para que. A nossa parte é apenas acolhe-Lo do jeito que Ele está e não querer dar nenhuma sugestão, apenas confiar de que Ele nos levará a algo "maravilhoso". Se Ele nos chama é porque Ele quer nos formar em algo que ainda não vivemos e que é "novo", outra maneira de agir, outra percepção das coisas, outra conscientização.

                       Todavia, podemos ter a certeza de que Jesus está conosco na Barca. Como os discípulos, nós precisamos ter consciência de que mesmo que Jesus esteja na nossa barca, nós também enfrentaremos as tempestades, oriundas da nossa própria limitação e incapacidade. Quando entramos na barca com Jesus nós assumimos compromisso com o amor, com o serviço, e as dificuldades vêm balançar a nossa vida. Por isso, nós também começamos a temer, porque nos achamos entregues à sorte. Dizemos também como aqueles: "Mestre, estamos perecendo e tu não te importas?" Quantas crises nós também, como Igreja, povo de Deus, como família e como comunidade experimentamos pela nossa falta de fé? Ainda que a barca de Jesus balance ao sabor dos ventos contrários, nós, que confiamos no poder do Espírito Santo, não poderemos nos atemorizar.

                            Jesus Cristo tem poder para ordenar ao vento que estremece o mar o da nossa existência: "Silêncio! Cala-te!" Eis que tudo fica calmo quando nós confiamos em Jesus: os nossos medos se tornam fumaça e nós conseguimos atravessar as tempestades, certos de que Jesus não está dormindo, ele apenas espera a manifestação da nossa fé!" Reflitamos: – Você já deixou que Jesus subisse na sua barca? – Você tem deixado que Ele o  leve para a outra margem? – Como você tem atravessado as tempestades da sua vida? – O que lhe dá medo? – Você já apelou para Jesus ou tenta vencer a tempestade sozinho ?

Amém

Abraço carinhoso

Maria Regina 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário