BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

14 de set de 2011

"Ouvir a Palavra..." – Diac. José da Cruz


08 de Outubro
Evangelho Lucas 11, 27-28
                                                           
Maria de Nazaré cresceu ouvindo a Palavra de Deus, antes de acolher o Verbo Divino em suas entranhas, ela o havia acolhido em seu coração através da Santa Palavra. O poder e a força do "Faça-se" de Deus Criador, ao criar todas as coisas, agora se repete, ao iniciar a nova criação, é a Palavra que gera Cristo em nós, é a Palavra que nos leva a Fé, por isso é libertadora e nos renova e de certa forma nos recria.
A mulher que ouviu Jesus louvou-o pela Mãe que o gerou e o acolheu em seu ventre bendito, e Jesus, longe de desmerecê-la, vai engrandecê-la ainda mais. Maria foi a primeira a acreditar, tão logo ouviu a Palavra. E a Palavra gerou nela a Graça e o resto foi conseqüência. Deus não chegou de repente na Vida de Maria, não veio como um intruso, como um invasor, como um estranho no ninho, mas já estava nela, já a tinha preservado desde a sua origem, e Maria foi correspondendo ao chamado, isso é, foi ouvindo e abrindo a sua alma e todo o seu ser a Deus.
O Dom da maternidade Divina estava assim delineado pelo Criador, mas nada iria acontecer sem primeiro Maria dar a sua resposta, o seu SIM generoso, o seu consentimento para que Deus pudesse agir em sua vida e na Vida da HUMANIDADE.
Maria se fez serva porque era livre, poderia ter feito outra escolha, poderia ter tomado outra decisão em sua vida, Deus não manipula ninguém, chama e convida, apresenta e propõe, mas depende de cada homem e mulher aceitá-lo ou rejeitá-lo. A Palavra de Deus deve ser acolhida em nós como um embrião Divino que nos transforma em Novas criaturas. Mas esse embrião precisa ser gestado com paciência e prudência, o ser humano é frágil e marcado por tantas limitações, entretanto comporta em si o transcendental, o mistério do qual só Deus tem a chave.

Nenhum comentário:

Postar um comentário