BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

18 de set de 2011

“Quem é, pois este, de quem ouço tais coisas?” - Newton Hermógenes Silva


Quinta-feira - Dia: 22/09/2011
Lc 9,7-9


Diante da pergunta do Rei Herodes e da sua vontade de ver Jesus: “Quem é, pois este, de quem ouço tais coisas?”, somos chamados a uma importante reflexão a respeito do que nós pensamos de Jesus Cristo, quem Ele é para nós, como nós O vemos?

Somos cristãos, apenas porque seguimos uma religião cujos ensinamentos são baseados nos evangelhos? Somos cristãos apenas porque nossos pais nos ensinaram uma doutrina religiosa? Somos católicos porque seguimos a tradição familiar ou da comunidade onde vivemos, e por isto nos denominamos cristãos? Quem é Jesus Cristo para nós? Como é o meu desejo de ver Jesus Cristo?

Jesus chamava a atenção de todos. Algumas pessoas se maravilhavam com o que viam e ouviam, os religiosos ficavam incomodados, e particularmente o Rei Herodes. Porque será que Jesus incomodava tanto os religiosos e o poder constituído da época? E hoje, será que muita gente ainda se sente incomodada quando houve falar do nome de Jesus e do seu evangelho?
 Estes questionamentos são importantes, para que nós possamos refletir melhor nosso modo de pensar e de agir como cristãos. Como seguidores de Cristo, devemos conhecer Jesus na intimidade, olhar para Jesus não como o mundo O vê, mas como verdadeiros discípulos seus, como filhos de Deus. Ao dirigir-se aos seus, Ele pergunta: ´´E vós, quem dizeis que eu sou? Pedro respondeu: ´´Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo!´´ (Mt 16,15/16). Pedro assim respondeu, porque possui os olhos e o coração de quem conhece o seu mestre na intimidade.
 Para conhecer Jesus na intimidade, devemos viver intensamente o seu evangelho, entregar a nossa vida a Ele, a ponto de sentir e dizer como São Paulo na sua carta aos Gálatas: “Vivo, mas já não sou eu que vivo”. É Cristo que vive em mim” (Gl 2,20). Devemos amá-lo com todo o nosso coração, recebendo-O como alimento diário para as nossas vidas, pois é Ele quem nos diz: “Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crêe em mim nunca mais tera sede”, este é o verdadeiro sentido da Comunhão. O nosso amor por Ele deve ser incondicional, porque ninguém amou mais a nós do que Ele que se entregou na cruz pelos nossos pecados. E é Ele quem vem nos dizer: “Se alguém me ama guardará minha palavra e o meu Pai o amará e a ele viremos e nele faremos nossa morada (Jo 14,23)”.
 Esta é a diferença de quem conhece Jesus na intimidade como os apóstolos conheceram, os outros apenas ouviam falar de Jesus, Herodes era como os outros não fazia diferença, tinha o coração duro, empobrecido, buscava justificar Jesus com sua razão e crendice, chamando-o de profetas já mortos, tinha medo do desconhecido, era um supersticioso, Nós não temos motivos para ter medo, porque conhecemos a Jesus, o nosso olhar sobre Ele tem um diferencial porque nós o sentimos e sabemos que Ele é o filho de Deus, que veio para nos salvar!

Newton Hermógenes Silva


Nenhum comentário:

Postar um comentário