BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

8 de set de 2011

UM CEGO NÃO PODE GUIAR OUTRO CEGO - Alexandre Soledade




Bom dia!
Quem tem o direito de julgar meus atos?
Ontem uma frase ficou em meu pensamento e partindo dela iniciaremos nosso comentário: “(…) Cair é duro, mas é mais complicado olhar nos olhos das pessoas e ver os julgamentos se naquela hora gostaríamos de ver uma mão amiga pra ajudar a levantar”.
Existem duas situações:
A CRÍTICA PERVERSA…
Vamos refazer a pergunta, mas de outra forma: A quem dei o direito de corrigir meus atos?
Jesus era cercado e ouvido por pessoas que queriam a qualquer custo pô-lo em contradição com a lei, por isso sermões que condenavam o gesto hipócrita vivido pelos que seguiam a lei conforme a sua vontade. Sim a SUA VONTADE.
Conseguiam ver “erros” do tamanho de grãos de mostarda no vizinho e esquecer o elefante que sentava sobre suas costas…
Precisamos exercer e entender que somos seres sociais e sendo assim vivemos entre as pessoas. Somos regidos por regras sociais legais e de convívio social. Isso faz parte de estar em meio a outras pessoas. Já que não morarei em uma caverna, ou numa ilha deserta ou apenas sozinho, preciso me adequar a conviver com as diferenças a que seremos impostos.
Precisamos de gente que nos oriente, nos sugira, nos ofereça uma alternativa sadia e não alguém que decrete sobre minha vida apenas por não gostar de mim, ou por inveja ou outro motivo torpe.
Vemos a todo instante pessoas que se apegam aos erros dos outros se esquecendo dos acertos que também ocorrem; pessoas que não se resolvem consigo mesmo, mas conseguem descrever o que acontece com a vida do outro; pessoas que não conseguem ser algo e se realizam tentando não deixar que ninguém seja; pessoas que muitas vezes precisam é rever sua própria vida.
“(…) Não julguem os outros, e Deus não julgará vocês. Não condenem os outros, e Deus não condenará vocês. Perdoem os outros, e Deus perdoará vocês. Dêem aos outros, e Deus dará a vocês. Ele será generoso, e as bênçãos que ele lhes dará serão tantas, que vocês não poderão segurá-las nas suas mãos. A mesma medida que vocês usarem para medir os outros Deus usará para medir vocês”. (Lucas 6, 37-38)
ACOLHER A CRITICA OU SUGESTÃO VERDADEIRA…
Não somente no tempo de Cristo, mas hoje também. Quem nunca errou? Quem não gostaria de ter um ombro amigo após uma queda? Quem não gostaria de ter um (a) amigo (a) em quem pudesse dar o devido direito a lhe ajudar a crescer, sugerindo-lhe, aconselhando-lhe e até mesmo sendo duro consigo? Mas para que isso me aconteça é preciso também amadurecer para receber essa informação. De fato não estamos acostumados com os elogios ou correções sinceras, mas as poucas que recebemos devem ser acolhidas.
“(…) até chegarmos, todos juntos, à unidade na fé e no conhecimento do Filho de Deus, ao estado de adultos, à estatura do Cristo em sua plenitude. Então, não seremos mais como crianças, entregues ao sabor das ondas e levados por todo vento de doutrina, ludibriados pelos outros e por eles, com astúcia, induzidos ao erro. Ao contrário, vivendo segundo a verdade, no amor, cresceremos sob todos os aspectos em relação a Cristo, que é a cabeça”. (Efésios 4, 13-15)
Difícil sabermos o que é verdadeiro e o que é maldade humana, mas não podemos desistir de acreditar na conversão do ser humano.
Abramos os olhos. Que comece em mim!
Um imenso abraço fraterno

Nenhum comentário:

Postar um comentário