BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

Carregando...

20 de jul de 2010

PARÁBOLA DO SEMEADOR - explicação -Enviada por Vera Lúcia

EVANGELHO DO DIA 21

Mt 13,1-9

Naquele mesmo dia Jesus saiu de casa, foi para a beira do lago da Galiléia, sentou-se ali e começou a ensinar. A multidão que se ajuntou em volta dele era tão grande, que ele entrou num barco e sentou-se; e o povo ficou em pé na praia. Jesus usou parábolas para ensinar muitas coisas. Ele disse:
- Escutem! Certo homem saiu para semear. Quando estava espalhando as sementes, algumas caíram na beira do caminho, e os passarinhos comeram tudo. Outra parte das sementes caiu num lugar onde havia muitas pedras e pouca terra. As sementes brotaram logo porque a terra não era funda. Mas, quando o sol apareceu, queimou as plantas, e elas secaram porque não tinham raízes. Outras sementes caíram no meio de espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas. Mas as sementes que caíram em terra boa produziram na base de cem, de sessenta e de trinta grãos por um.
E Jesus terminou, dizendo:
- Se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam.

Semear o que?

Quando nos deparamos com esse trecho do evangelho (Mt 13,1-9), associamos de imediato que a semente é a palavra de Deus e o semeador o Cristo. Nesta parábola Jesus apresenta as sementes da Boa Nova. A dificuldade aqui é que as pessoas ouvem e lêem as palavras de Jesus, mas poucos seguem confiantes.
Primeiramente, percebemos que o semeador (Jesus) saiu de casa, de suas estruturas e foi à procura das pessoas para anunciar o Reno de Deus e dizer que o Reino se faz realidade aqui e agora. A parábola do semeador é das mais belas e conhecidas do evangelho. Jesus se comunica com as pessoas de modo claro, simples e concreto. A parábola nos ajuda a olhar a realidade de outra maneira, ela nos auxilia em nosso discernimento quanto à vontade de Deus. Revela o modo de como Deus lê a realidade e, ao mesmo tempo lança uma luz nova sobre a vida que levamos e as possibilidades de vida que o mundo nos apresenta.
Diante de tantas tragédias e conflitos percebemos que é hora de semear e não de descansar. Assumir a missão de Jesus é ser discípulo(a).
Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: “Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos” (Mt 10,16). O messianismo de Jesus é diferente do esperado pelo povo. O coração humano, terra fecunda, não acolhe a semente de Jesus. Os milagres do messias fazem algum sucesso, já suas palavras não agradam a muitos. Jesus, persistente não desiste, lança a palavra do Reino, como o agricultor que, contra todas as dificuldades acredita na colheita final. A semente sacrificada no plantio garante a sobrevivência futura, do mesmo modo, é a condição do Reino lançada por Jesus, as contradições do mundo fortalecem a esperança e a fé.
Meu coração é terra fecunda? Minha comunidade é terra fecunda? Que semente semeamos por onde passamos?
Atenção, muitas vezes plantamos o que queremos e colhemos o que não queremos. Portanto, ainda que venham ventos contrários o importante é futuramente colher e colher o que se planta. Amém.

edileip@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário