BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

23 de fev de 2012

Festa da Anunciação do Senhor-Diac. José da Cruz



26 de Março - Segunda Feira - 


Lucas condensa em um único momento algo que foi toda uma experiência de vida de Maria Santíssima,  pois se permanecermos apenas com a narrativa Lucana tal como está, não vamos entender como é que em um momento de oração, que talvez durou uma hora ou alguns minutos, aquela adolescente de Nazaré abriu mão de todos os seus sonhos e projetos de vida, para aceitar algo que um ser humano comum nem cogitaria: Ser Mãe de Deus!
Maria era uma pessoa conhecedora da Escritura e que estava sempre em oração, aberta ao conhecimento de Deus e sempre disponível para fazer a sua Santa Vontade. A anunciação do anjo, isso é, a manifestação da Vontade de Deus foi acontecendo de maneira gradativa, até que chegou o momento em que tudo estava mais claro sobre o que Deus queria daquela jovem....Mesmo assim, sem vídeo tape para ver o futuro, sem bola de cristal para ver tudo o que iria acontecer.
 Possivelmente aquele momento da anunciação tenha sido o instante em que na mente e no coração de Maria ela descobriu a vontade de Deus a seu respeito, mas considerando-se a sua tenra idade, também é possível que naquele momento tudo tenha se iniciado na sua vida, quando ela descobriu que a vontade de Deus era um pouco diferente dos seus planos de se unir para sempre com o noivo José. A menina tinha em seu coração essa dúvida, expressada na interrogação que fez ao anjo "Como isso vai acontecer se não conheço homem algum?"
Mais próximos de Maria, essa adolescente que tinha planos para sua vida, filha do Sr. Joaquim e Ana, pessoas que pertenciam á comunidade, fiéis na oração e na meditação da Palavra de Deus revelada nas escrituras antigas, a tarefa de meditar a Anunciação, fica bem mais agradável, porque vai mexer com a nossa vida e a nossa espiritualidade. Pois não sendo assim, corremos o risco de terminar a reflexão com uma pergunta boba e sem sentido "Com Maria, moça recatada e toda pura, virgem e temente a Deus, ornada de todas as virtudes celestiais, a predileta do Pai, foi assim....Mas e eu um vil mortal, frágil e pecador, nem sempre fiel na Fé, na oração e na meditação da Palavra de Deus, será que Deus quer alguma coisa de mim? Será que há algo que eu possa fazer, para colaborar com Deus?
Não é necessário destacarmos o papel e a importância de Maria na História da Salvação, ela está acima dos Santos e Santas de Deus, ocupando um lugar de destaque na Vida da Igreja e na Fé dos Fiéis, claro que Maria não é deusa mas uma Filha muito especial Dele. Guardadas portanto, as devidas proporções, o que Deus realizou em Maria ele quer fazer também em cada um de nós e para tanto temos Maria como exemplo, ela é nossa Mãe, nossa irmã de caminhada, nossa companheira de luta, a primeira discípula e a primeira cristã.
Nela aprendemos que devemos estar permanentemente abertos á Vontade de Deus, e isso se faz na oração, na escuta e na aceitação da Palavra de Deus. Não há problema confrontarmos a nossa vida com a Vontade de Deus, percebendo que nem sempre estamos afinados com Ele e em harmonia com o seu Plano. Sempre é tempo de corrigirmos a rota, de nos voltarmos totalmente para Deus, buscando a sua Graça e Santidade, nos moldando ao seu desígnio, abrindo espaço em nossa vida para a ação renovadora do seu Espírito, mas principalmente nos colocando como servos e servas de Deus, dispostos a servi-lo com a alma e o coração a nossa vida inteira, mergulhando assim no seu mistério, ainda que as vezes a compreensão nos falte, o que não pode faltar é a confiança Nele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário