BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

27 de fev de 2012

O juízo final - Padre Antonio Queiroz


 

 

Jesus assentar-se-á em seu trono glorioso, e separará uns dos outros.

 

A palavra rei vem de reunir. O rei justo é o centro de unidade do povo do seu reino. Como um bom pastor, ele reúne as ovelhas dispersas e cuida das que estão doentes .

Às vezes, dá impressão que Jesus é um rei fraco. Mas é justamente o contrário. Ele é tão poderoso que não precisa ficar mostrando a sua força a cada momento; mostra-a na hora certa. Ele deixa o joio crescer no meio do trigo, porque sabe o que fazer mais tarde, sem que os bons se percam e a justiça seja feita.

Jesus é o Rei do Universo. Não existe nada e ninguém mais forte nem mais inteligente do que ele. Nada é capaz de barrar o avanço do Reino de Deus no mundo.

Como nosso rei, Jesus prestou-nos o melhor serviço do mundo: tirou-nos do poder das trevas e nos deu a vida eterna.(1Cor 15,20-26).

E o Evangelho de hoje é a descrição do juízo final. Jesus, o Rei, vai dizer aos que cuidaram dos necessitados: "Vinde, benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino..." Depois dirá aos egoístas, que foram insensíveis diante do sofrimento do próximo: "Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno..."

Os condenados tentarão se defender, mas o Rei será inflexível: o que fizeram ao próximo, fizeram ao próprio Jesus.

Na quinta-feira santa, ao lavar os pés dos discípulos, Jesus nos mostrou como Deus quer que exerçamos a autoridade: é cuidando dos súditos e servindo a eles. Ser chefe é cuidar das pessoas a ele confiadas, fazendo justiça com as que são injustiçadas. É para isso que a autoridade tem poder.

E deixar alguém, ao nosso lado, passar fome, ou andar nu ou doente, e não fazer nada por ele, é uma injustiça. Jesus vai cobrar de quem podia ajudar e não o fez.

"Se alguém quiser ser o primeiro, seja o último de todos, aquele que serve a todos!"(Mc 9,35).

Jesus é nosso Rei, total único. Para a administração política, ou para qualquer cargo de poder e autoridade, escolhemos apenas representantes de Jesus.

Certa vez, o grupo de jovens de uma Comunidade resolveu, num domingo à tarde, visitar o hospital. Eram jovens novinhos, alguns ainda adolescentes.

Visitando as enfermarias, viram um senhor coberto com um lençol, com apenas a cabeça de fora. Ficaram em volta da cama e começaram a rezar, pedindo a saúde para ele. Os jovens diziam: "Senhor, cure este doente! Que ele possa levantar-se desta cama e andar!"

Estava também na enfermaria um senhor visitando outro doente. Ele falou para os jovens: "Não adianta, ele não vai se levantar nem andar!"

Os jovens não deram ouvidos e continuaram rezando. No fim, ao se despedirem, disseram ao doente: "Deus vai ajudar e o senhor vai se levantar desta cama e andar!"

Novamente o homem disse: "Ele não vai andar!!!" Aproximou-se, puxou o lençol e mostrou para os jovens que o doente não tinha as duas pernas. E disse mais uma vez: "Eu não estou falando? Ele não vai andar. Olhem aí!"

Mas o mais interessante aconteceu depois: os jovens contaram para seus pais o acontecido. Um senhor rico da cidade ficou sabendo, foi ao hospital, pegou aquele doente, que era pobre e o levou para um hospital ortopédico especializado em próteses. Colocaram próteses nas duas pernas do homem e ele realmente se levantou e andou!

Jesus é o Rei do universo. Quando ele disse: "Pedi e recebereis", empenhou nessa frase o seu nome e o seu poder divino. E Deus, como sabemos, pode tudo. Para ele nada é impossível. Inclusive fazer uma pessoa sem pernas andar.

Todo reino tem sua rainha; é a esposa do rei ou, se ele é solteiro, a sua mãe. Maria Santíssima é a nossa Rainha. Que ela interceda por nós junto ao Rei, seu Filho, a fim de que sejamos bons cidadãos do seu Reino.

 

Jesus assentar-se-á em seu trono glorioso, e separará uns dos outros.

 

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário