BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

15 de fev de 2012

" Quando o exemplo vem de fora..." –Diac. José da Cruz


Dia 12 de março de 2012

Evangelho Lucas 4, 24-30

 

                                               

Nos meus tempos de repórter, certa ocasião fui á Delegacia fazer uma matéria sobre um ancião que havia matado um jovem a marretadas, um crime brutal que revoltou a população. O criminoso tinha mais de 70 anos e ficou detido alguns dias já que seu estado de saúde era meio grave. Conversei com ele na sala do Delegado onde estava depondo e me pediu para interceder por ele, para que o soltassem pois precisa tomar remédios para seu problema cardíaco. Na conversa, o ancião disse que na cela onde estava, os demais presos o estavam ajudando, e como a sua prisão não era ainda definitiva, naquela semana não vinha comida para ele, e um dos detentos, cedia a marmita para ele na hora do almoço, se alimentando com um pedaço de pão.

História que o carcereiro confirmou-me mais tarde, dizendo que o rapagão que cedia a comida, ficava com a barriga roncando de fome, e quando os outros comentavam, ele dizia "A danada da fome eu tenho e muita, mas me corta o coração ver o velhinho doente, preso aqui com a gente, e ainda com fome". Um outro cedia o cobertor quando percebia que de noite ele estava com frio.

Não procurei saber sobre a ficha criminal dos dois companheiros solidários ao ancião, que ficou detido apenas uma semana e depois saiu, para responder processo em liberdade. Mas é interessante e até estranho notar que um marginal, que está pagando sua culpa com a justiça, consiga sentir compaixão de alguém que sofre ao seu lado. Longe de mim dizer que os dois são bonzinhos e que são um exemplo a serem seguidos, mas neste gesto de bondade para com o companheiro de infortúnio, há sem dúvida alguma uma abertura de coração para a GRAÇA e daí acontece algo de bom:  Deus se revela...

Qual era o problema da comunidade de Lucas, e da comunidade judaica de sua cidade Nazaré? Exatamente esse, o de não admitir que fora da comunidade houvessem revelações de Deus e as pessoas o experimentassem. Um erro terrível que nós todos podemos cometer, quando nos recusamos a ver as maravilhas de Deus acontecendo na vida de outras pessoas, que não são da nossa Igreja e não professam a mesma Fé que nós. O Sírio Naamã, curado da lepra pelo Profeta Elias, a viúva de Sarepta, favorecida por um milagre do profeta Eliseu, são dois ótimos exemplos lembrados por Jesus, e que causa ira nos da sua comunidade, uma ira tão grande que pretendiam matá-lo...ainda mais quando Jesus afirma , que é o próprio Deus que envia seus profetas a essas pessoas que não pertencem a religião oficial.

Foi para eles que Jesus veio, e com esses, portanto, deve ser o nosso compromisso maior enquanto Igreja de Cristo, se sairmos dos limites da nossa comunidade, iremos nos surpreender ao encontrar pessoas exemplares, fiéis observadoras dos valores do evangelho, e que dão um testemunho bastante convincente, estando sempre abertas para acolher a Palavra de Deus e a colocá-la em prática, ao manifestar amor, respeito e carinho com a vida dos irmãos e irmãs.

 

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário