BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

1 de fev de 2012

“José e Maria, exemplos de obediência e aceitação” - Maria Regina




                                            Neste relato da apresentação do menino Jesus ao Pai, no templo de Jerusalém, nós encontramos diversas mensagens para nossa reflexão. Mesmo tendo sido escolhida para ser a Mãe do Filho de Deus e tendo conhecimento de que Ele era o Salvador da humanidade, Maria foi obediente e quis cumprir tudo o que a lei de Moisés decretava. Por isso, juntamente com José que era um homem justo, foi a Jerusalém para apresentar Jesus no templo e oferecer ao Senhor o sacrifício que a lei ordenava. Eles poderiam achar-se dispensados de tal encargo, porém, mostraram coerência e cumpriram com a sua obrigação de judeus.
                                    No entanto, Deus havia preparado para eles um cenário especial que se revelou no encontro que tiveram com Simeão e Ana, dois personagens que testemunhariam e confirmariam para os dois, o grande mistério da encarnação de Deus Salvador. Simeão, homem justo e piedoso esperava o dia em que iria ter um encontro com Jesus. Movido pelo Espírito Santo, ele foi ao templo, tomou Jesus nos braços e bendisse a Deus porque os seus olhos viam a salvação que Ele havia preparado para todos os povos. A profetisa Ana, que servia a Deus no templo, dia e noite, também louvou a Deus por ter visto O libertador de Israel e pôs-se a anunciá-lo a toda a gente.
                               Diante da manifestação dos dois, Maria soube silenciar e acolher a profecia de Simeão quando prognosticou o que iria acontecer com ela por causa de Jesus: “quanto a ti, uma espada te traspassará a alma”. Ela não mostrou inquietação nem tampouco rebateu as palavras de Simeão, pois, confiava plenamente que a vida daquele menino e a deles, José e Maria, estava nas mãos do Todo Poderoso. A lição que podemos tirar para a nossa vida é que nós também somos chamados  a obedecer os sinais e as manifestações do Senhor que nos conduz com firmeza para uma vida coerente com a fé e a missão.
                            Assim como Maria acolheu as palavras de Simeão como verdadeiras nós também podemos apreender os ensinamentos que Deus nos dá por meio de alguém, para a nossa segurança. E, como Ana, que acreditou e, por isso, não se calou, nós podemos sair propagando a salvação que os nossos olhos veem quando nós obedecemos a Deus. Reflita –– Você acha que o homem pode caminhar sozinho, por conta própria? – Você é daquelas pessoas que não gosta que ninguém lhe diga o que tem que fazer? – Você se acha uma pessoa humilde? – Você tem medo de ouvir a verdade?
Amém
Abraço carinhoso                                                          
Maria Regina 


Nenhum comentário:

Postar um comentário