BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

26 de mar de 2012

A multiplicação dos pães - Sal



20 de  abril

Na multiplicação dos pães, aprendemos que quando partilhamos os nossos bens, nosso dinheiro, nada nos faltará.  Quando passamos a contribuir com a nossa Igreja, ofertando nas missas que vamos, não apenas moedinhas que atrapalham no nosso bolso, mas uma quantia razoável,  o nosso dinheiro também se multiplica.  Do mesmo modo, quando damos esmola, Jesus nos recompensa nesta vida e na outra. Quem é generoso, sabe que este é o melhor investimento. Por que realmente é dando que se recebe. Experimente. Multiplique seus bens, seu dinheiro, fazendo oferta nas missas e fazendo caridade.
Por outro lado, o Evangelho de hoje nos lembra que precisamos multiplicar a palavra de Deus através da catequese.
Jesus multiplicou os pães e saciou a fome de muita gente que ali se encontrava entregue, sem reserva aos seus cuidados, pois queriam ouvi-lo, e serem curados por ele.  Irmãos, agora é a nossa vez de nos multiplicarmos para poder multiplicar a nossa ação missionária, levando a palavra de Jesus a tantos quantos possamos atingir, por meio desta maravilha tecnológica que é a internet, que apesar de não ter somente coisas boas, é um instrumento maravilhoso dos nossos tempos atuais.
Quando era pequeno, alguém um dia contou-me esta “estorinha”: Em uma grande rocha havia um poço de água suja. Como era impossível virar a grande pedra para jogar fora a água contaminada, alguém começou a jogar água limpa no buraco substituindo assim o líquido existente, até que quase toda aquela água ficou limpa. Assim, também, nós, vamos inundar a internet com a nossa ação missionária, vamos derramar água pura que é a palavra de Deus, e multiplicar o número daqueles que vivem para catequizar, para evangelizar.
Quando falamos em multiplicar alguma coisa, temos logo a idéia de quantidade. Mas é importante não nos esquecer da qualidade.
 Aqui estamos catequizando à distância para atingir outros irmãos distantes. Somos missionários, somos catequistas.
E COMO DEVE SER UM(A)  CATEQUISTA?:
 ”O catequista não pode ser o (a) dono (a) da verdade nem do saber.
 Não pode confundir ENCONTRO de Catequese com AULA de Catecismo.
 Tem que arranjar tempo e disposição para participar dos encontros de PREPARAÇÃO, PLANEJAMENTO e AVALIAÇÃO da Catequese.
 É pessoa que REZA (oração pessoal, com os demais catequistas, com os catequizandos e nos encontros litúrgicos de preferência sempre com as crianças).
 É uma pessoa que ESTUDA, REFLETE. Participa de cursos, busca constante atualização.
 Cultiva o espírito de EQUIPE; faz questão de trabalhar em equipe; nas coisas práticas, sempre procura agir de acordo com aquilo que foi resolvido em comum.
 É uma pessoa PONTUAL. Até se antecipa à chegada das crianças e é o último a sair. Os momentos antes e após o encontro de catequese com as crianças, são momentos preciosos para melhor conhecer e fazer amizade com as mesmas.
 Não tem "direito" de perder a paciência nem com o catequizando, nem com os familiares. Gritos, xingatórios, são anti-catequéticos.
 Procura sempre dar apoio e conviver fraternalmente com os colegas de Pastoral.
 Procura fazer todo possível para não prejudicar o andamento da Família. Pelo contrário, capricha mais para que todos se sintam felizes.
 Cria, inventa mas sempre com o objetivo de melhor transmitir a Mensagem proposta para aquele dia.
 Tem estima sagrada pela IGREJA, pela BÍBLIA, pela EUCARISTIA, entre outras coisas!”
Fonte : http://www.catequisar.com.br 
O catequista primeiro deve dizer a mensagem par si mesmo, depois para os catequizandos.
Precisa: Conhecer o que prega, conhecer a quem ensina, e acima de tudo, viver o que transmite, e estar sintonizado em Jesus, refletindo diariamente o seu evangelho e de preferência estar sempre em estado de graça. Pois “... vós sois os sal da terra. Se o sal perder o seu sabor como poderás...”

Sal 

Nenhum comentário:

Postar um comentário