BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

8 de mar de 2012

“O ZELO POR TUA CASA ME CONSUMIRÁ”! - Olívia



 
Dia 11de Março de 2012
 
Evangelho Jo 2,13-25
 
Estamos em pleno tempo quaresmal, tempo de mudança de vida, tempo de abrirmos ao novo que nos restitui a alegria e a esperança que nos anima em nossa caminhada de fé.
É um tempo oportuno para voltarmos para dentro de nós mesmos e nos perguntar: o que estamos fazendo com os espaços sagrados de Deus?
Neste tempo especial, reservado para uma experiência maior de Deus em nossa vida, é importante termos  um firme propósito de eliminar tudo aquilo que nos impede de fazermos  do nosso coração  um templo vivo, onde Deus possa  habitar e através de nós, realizar as maravilhas do Seu reino aqui na terra.
A igreja, preocupada com a expansão do Reino de Deus, que amorosamente quer se estender no mundo, para que todos nós tornemos templos vivos de  Deus, nos oferece subsídios para nossa vivencia quaresmal, para assim,  transformar nossa sociedade ”lugar” onde a justiça e o amor possam se abraçar.
A cultura dos tempos atuais, nos induz a valorizarmos mais o externo, deixando de lado o mais importante: o interior humano, de onde vem o amor que nos une como irmãos, filhos do mesmo Pai!
Numa sociedade cada vez mais distante do projeto de Deus, impera o individualismo, com isso, distanciam-se dos valores e ao mesmo tempo, destrói-se o templo sagrado do criador: a vida humana!
Como fieis seguidores de Jesus, precisamos nos comprometer mais com a construção e com a conservação do templo de Deus: o coração humano, lugar onde brotam as maravilhas que verdadeiramente agradam a Ele!
No evangelho de hoje, podemos perceber claramente a indignação de Jesus diante a tamanha  inversão de valores; um lugar onde deveria ser o local de encontro de irmãos para oração,  era transformado num lugar de comercio, onde a exploração  aos pequenos era evidente.
Sem hesitar, Jesus expulsa o vendedores e os animais, porém, com os pombos, Ele foi menos rude, não as expulsou, apenas pediu que as retirassem dali, possivelmente por serem elas, as humildes oferendas dos pobres, por quem Ele sempre demonstrou um carinho todo especial.
A preocupação de Jesus, não era com o templo de pedra, mas sim, com o templo de pedra viva: a vida humana! Ele sabia da esperteza dos guardiões do templo, conhecia o coração de cada um, estava ciente da exploração contra o povo, principalmente os pequenos.
Sempre que deparamos com este evangelho, é comum centralizarmos nossa atenção na atitude dura de Jesus ao expulsar os vendilhões do templo, ao invés de centralizamo-nos   no cerne do evangelho, que é a apresentação de Jesus como  o verdadeiro templo vivo de Deus! Apresentação que não foi reconhecida por aqueles que estavam voltados somente para seus interesses pessoais, o que pode acontecer conosco também: não reconhecer Jesus como o próprio Deus, por estarmos voltados somente para as coisas materiais.
 “O zelo pela casa do meu Pai me consumirá”, este texto descrito nas escrituras, prenunciava o caminho da Cruz que seria percorrido por Jesus. Hoje, nós sabemos que foi o seu zelo pelo o humano que O levou a morte, sabemos também, que foi o  amor do Pai pela humanidade que O ressuscitou!
 
Jesus, templo vivo de Deus, ligados a Ele, somos também o templo onde habita  Deus!
 
FIQUE NA PAZ DE JESUS! - Olívia

Nenhum comentário:

Postar um comentário