BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

8 de mar de 2012

SEXTA-FEIRA SANTA - SAL



06 de abril


PAIXÃO DO SENHOR
         Hoje é o dia em os cristãos católicos relembram a paixão e morte de Nosso Senhor Jesus Cristo.  Hoje é o dia em quem muitos cristãos que ficaram o ano intero sem aparecer na igreja, vão à missa para  se encontrar com Deus, mas do seu jeito. Digo isso porque esses irmãos, não foram devidamente catequizados. Eles  têm em mente um Deus um pouco diferente do nosso.
Se você sair por aí perguntando às pessoas se elas vão à cerimônia de hoje, certamente muitos vão dizer que gostariam muito, porém não têm tempo. Não tem tempo? Bem, respondem elas. É que demora muito.  Um dia, perguntei a uma professora. E aí? Nos veremos na cerimônia do lava pés?   Não. Respondeu ela. Fui o ano passado, e demorou demais!
Nossa Igreja precisa ser atuante e atual .  
Atuante: Precisa sair dos grandes centros, da orla da praia, e ir ao encontro das ovelhas perdidas da periferia.
Atual: Precisa falar o que Jesus diria se estivesse aqui fisicamente, é claro, diante da violência, da pornografia, e acima de tudo reduzir o tempo das cerimônias.  Em vez de cerimônias  longas e cansativas, mais catequese.  Por que uma missa precisa durar 60 minutos? Poderia ser menos tempo e com mais catequese.  Certos cantos, como o Glória, e o Santo poderiam ser reduzidos a metade. O amém, deveria ser lindo e curto.  Já o canto de meditação deveria ser de tamanho normal, e lindo ao ponto de tocar a nossa alma, como nos tocam as músicas do padre Marcelo Rossi.  Pois é um momento em que acabamos de receber Jesus sacramentado, e precisamos sentir aquele arrepio, do seu toque. Precisamos falar com Deus que está dentro de nós. Então este é o canto que deve ser escolhido a dedo! Sob a inspiração do espírito Santo. Do mesmo modo, o momento da consagração, momento da presença mais forte de Jesus no ambiente de oração comunitária, momento de profunda meditação, momento em que sentimos a presença de Jesus ali no meio de nós, o momento pós-consagração deveria ser um pouquinho maior. Só mais um pouquinho! A campainha nos diz que Deus está conosco de forma mais forte! Então, porque a pressa? Apressemos em outras partes como evitar certos comentários, ser mais objetivos e práticos nas mudanças de ritos, etc. Assim, sobraria mais tempo para um sermão mais profundo, consistente, um sermão que clama a conversão. Em vez de se pegar o microfone e pronunciar algumas palavrinhas memorizadas, terminar rapidinho.
Ah! Mais eu estou cansado. É sempre repetitivo! Acabou minha inspiração! Não tenho tempo de preparar... Tenho muitas outras coisas a serem feitas, muitas pessoas a serem atendidas... Então reze mais. Leia mais. Deita cedo e aguarde Jesus te acordar de manhãzinha para te dizer o que você vai falar hoje na missa. É sério! Isso existe assim como Deus existe!  Não acredite nestas palavras... EXPERIMENTE. Experimente fazer isso e verá que seus sermões não serão mais os mesmos, não terá mais vergonha por repetir sempre a mesma coisa, por não ter mais o que dizer, porque já disse tudo...
 A missa precisa ser solene. Porque na solenidade, na compenetração dos celebrantes, está a interiorização do participante, e conseqüentemente, o seu encontro com Deus. A missa não deve ser um espetáculo, um show, um evento social. A missa tem de ser o conjunto de orações que nos põe em contato com Deus. Porém, o que a missa não deveria ser, é maçante, demorada demais.
A nossa catequese está muito fraca! E uma prova disso é o grande número de cristãos que estão debandando, que estão mudando para outras religiões. Isto porque a fé é instintiva. O instinto da fé é forte como o instinto da sobrevivência ou da auto-preservação. E o ser humano não fica sem Deus. Ele tem sede de Deus.  E outras religiões estão explorando isso. Nos lugares onde a Igreja está falhando na sua atuação, na sua catequese, os evangélicos estão invadindo. Andando por este Brasil afora, principalmente no Nordeste, você ouve aqui e ali, sempre alguém dizendo as palavras chaves, que demonstram essa triste realidade!   Aleluia!  Glória a Deus! É uma benção. O que isso significa? Significa o aumento dos evangélicos, e a diminuição dos católicos, e isso é tudo culpa nossa. Cuidado! Estamos pecando por OMISSÃO!  Isso é o resultado da nossa acomodação.  Acomodados, ficarmos esperando o fiel na paróquia, e quando ele vem, fazemos muita encenação, muita celebração, muito incenso, e muito pouca catequese.
A nossa catequese precisa ser atuante e atual.  Precisamos botar o dedo na ferida como o fez Jesus. Chega de demorar muito em explanações sobre a sociedade do tempo de Jesus, e partir para o dia de hoje, para o que aconteceu recentemente, ou o que está acontecendo, para o problema atual. Vamos denunciar, vamos conscientizar, vamos convidar o nosso irmão com muita verdade e fé, com muita vontade, e acima de tudo, com muita segurança do que estamos fazendo. Convidá-lo para seguir Jesus. Seguir os passos de Jesus como nós  estamos fazendo. Será que estamos fazendo mesmo? Este é outro ponto de muita polêmica! Infelizmente. Se olharmos outras religiões por aí, notamos que são fogos de palha. O povo é arrebanhado para lá, porém logo descobre, o VAZIO existente dentro daqueles que gritam, que cantam, que falam porque é tudo da boca para fora!  Para convencer alguém primeiro é preciso convencer a si mesmo! Para converter de verdade, primeiro eu devo me converter.
Fonte: Palestra inspirada pelo Espírito Santo, depois das 05  da manhã do dia 06 de março de 2012.  Sei que vou levar uns puxões de orelha dos meus superiores, por ter questionados pontos básicos da nossa fé católica. Porém, antes de fazerem isso, recolham-se na presença de Deus, e ouçam a sua voz.
Será que eu estou errado?  Me ajuda aqui, ó!  (Datena).

Ai de nós se não evangelizarmos!
Sal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário