BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

23 de jun de 2011

Eu sou o pão vivo descido do céu - Newton

João 6,51-58

Quinta-Feira, 23 de Junho de 2011.

 

Jesus ao dizer: "Eu sou o pão vivo descido do céu", e ainda: "o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo", estava falando justamente da sua morte na cruz, onde a sua carne seria dada em sacrifício pela vida do mundo. O sacrifício de Jesus nos remete aos sacrifícios de animais que o povo antigo fazia. A Bíblia relata os sacrifícios de Caim e Abel, de Noé,  e desde Abraão até até a  vinda de Jesus, há relatos de sacrifícios de animais, como forma de agradar a Deus. Acreditava-se que o sangue dos animais servia para a purificação. Mas Deus queria obediência de seu povo e não sacrifícios de animais. Os sacrifícios faziam recordação anual dos pecados mas não os removiam.

 

Jesus veio para fazer  a vontade do Pai no seu sacrifício perfeito. Os animais usados com certeza não eram sacrificados por vontade própria, mas pela imposição do homem, Jesus ao contrário foi um sacrifício obediente. Deus não quer mais sacrifícios dos homens, e, envia seu filho unigênito ao mundo para que Ele se faça sacrifício por toda a humanidade. O corpo de Jesus sacrificado uma única vez é o meio da nossa santificação.

 

A partir de Jesus todos os sacrifícios antigos foram abolidos por Deus. Jesus o cordeiro perfeito em um só sacrifício remove todos os pecados humanos. Para o povo hebreu ou judeu, somente a carne de animais considerados puros era utilizada como alimento, e para sacrifício a Deus. Jesus, porém, é o cordeiro perfeito, sem mácula, que se entrega por toda a humanidade como comida e bebida.

 

Agora podemos entender o que Jesus nos diz: "Quem come a minha carne e bebe o meu sangue  tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue, verdadeira bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo por causa do Pai, assim aquele que me recebe como alimento viverá por causa de mim".

Jesus é o pão vivo que desceu do céu para nos dar a vida, diferente do pão material que serve apenas para saciar a fome temporariamente, mas não liberta da morte. Quem come do Pão do céu que é Jesus viverá para sempre.

 

Meu irmão e minha irmã, uma vez que Jesus fez este sacrifício para o nosso benefício, devemos aproveitar o acesso que Ele oferece ao Céu. Por este acesso devemos entrar firmes, na certeza de que o mérito não é nosso mas do sacrifício de Jesus, porém, nós devemos fazer a parte que nos cabe de guardar firmes a palavra de Deus em nossos corações, vivê-la e anunciá-la a todos os povos, ajudando-nos uns aos outros, sabendo partilhar o que temos uns com os outros, desta forma estaremos vivendo em verdadeira comunhão.

 

Antes de entregar seu corpo na cruz, Jesus reuniu os seus apóstolos em torno da mesa para participarem da ceia. Suas palavras não deixaram dúvidas: "Este é o meu corpo, que vai ser entregue por vós" e "este cálice é a nova aliança no meu sangue, que vai ser derramado por vós" (Lucas 22,19-20). E concluiu dizendo: "Fazei isto em memória de mim" (1 Cor 11,24).

 

Amém!

 

Newton Hermógenes

 

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário