BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

9 de jun de 2011

Eu vi o Senhor - Nancy

22/07


"EU VI O SENHOR!"; E EIS O QUE ELE ME DISSE - Nancy


Maria chorava diante do túmulo! Chorava de saudade da presença física do Mestre.

Olhando para esta cena podemos reafirmar tal fato como algo muito normal na vida dos seres humanos. Seres humanos que, sensíveis, estabelecem relações de afinidade, vínculos afetivos... Nada mais natural então, naquele momento, a manifestação do choro e da saudade de Maria, diante da perda de alguém tão especial, humano e divino, muito amado por aquela mulher – Jesus Cristo. Maria experimentava e lamentava a separação causada pela morte corporal de Jesus.

No entanto, a presença dos dois anjos naquele sepulcro, de vestes brancas e em silêncio, um à cabeça e outro aos pés de onde Jesus anteriormente jazia, lhe transmitiam a divindade do Messias, que não se limitava àquele mero espaço sepulcral... Divino, ele já não estava mais ali!

Eis que o Mestre lhe aparecera, e Maria quer tocá-lo, segurá-lo, extasiada diante Daquele que há alguns dias partira, ao que Jesus dissera: "Não me segures. Ainda não subi para junto do Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus."

 Maria leva a notícia aos discípulos. Ela é testemunha ocular daquela aparição divina e gloriosa de Jesus. Não se contém diante de tanta alegria, e quer propalar ao mundo a ressurreição, a vida eterna do Mestre.

Maria se rejubila porque viu o Senhor. Porque acreditou, porque tinha fé e esperança no Salvador: Nosso Senhor Jesus Cristo. E sabia que ele permaneceria sempre com o seu povo, em todos os cristãos, em toda a humanidade.

E você, caro irmão e irmã. Também vê Jesus no cotidiano do seu trabalho? Nos seus desafios e conquistas? Nas situações tempestuosas e nos momentos de calmaria? Sente que Jesus Cristo é a sua inspiração?

Felizes aqueles que acreditam, mesmo não vendo! Felizes aqueles que sentem as mãos do Senhor sobre os seus ombros, nas horas fáceis ou difíceis, indicando o caminho da verdade e da vida.

Há uma história muito bonita falando das crianças na escola, e da professora questionando-as sobre a existência de Deus. Vejam que lição de aprendizagem para todos nós que, muitas vezes, titubeamos na fé, precisando ver, pegar e sentir para acreditar.

DEUS É COMO O AÇÚCAR... (autor desconhecido)

Um certo dia, a professora querendo saber se todos tinham estudado a lição de catecismo, perguntou as crianças quem saberia explicar quem é Deus?

Uma das crianças levantou o braço e disse: "Deus é o nosso Pai, Ele fez a terra, o mar e tudo que está nela; nos fez como filhos dele."

A professora, querendo buscar mais respostas, foi mais longe: "Como vocês sabem que Deus existe, se nunca O viu?"

A sala ficou toda em silêncio...

Pedro, um menino muito tímido, levantou as mãozinhas e disse: " A minha mãe me disse que Deus é como o açúcar no meu leite que ela faz todas as manhãs, eu não vejo o açúcar que está dentro da caneca no meio do leite, mas se ela tira, fica sem sabor. Deus existe, e está sempre no meio de nós, só que não O vemos, mas se ele sair de perto, nossa vida fica...sem sabor."

A professora sorriu, e disse: "Muito bem Pedro, eu ensinei muitas coisas a vocês, mas você me ensinou algo mais profundo que tudo o que eu já sabia."

Eu agora sei que Deus é o nosso açúcar e que está todos os dias adoçando a nossa vida!

Deu-lhe um beijo e saiu surpresa com a resposta daquela criança.

A sabedoria não está no conhecimento, mas na vivência de DEUS em nossas vidas, pois teorias existem muitas, mas doçura como a de DEUS não existe, nem mesmo nos melhores açúcares...

Não se esqueçam de colocar "AÇÚCAR" em suas vidas, sempre...

      Pois bem, queridos irmãos e irmãs, felizes são as crianças que tem Jesus Cristo como o açúcar natural de suas vidas. Peçamos, pois, que Deus Pai nos conceda a graça de percebermos também Jesus como o verdadeiro açúcar em nossas vidas, pois só entraremos no Reino dos Céus se nos assemelharmos a uma criança.

"O Senhor ressurgiu! Aleluia! Aleluia!"

Um fraterno e caloroso abraço, em espírito pascal.

Nancy - professora

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário