BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

12 de jun de 2011

Busque primeiro o Reino de Deus - Padre Antonio Queiroz

SÁBADO 18/06/2011

 

Mt 6,24-34

 

Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais vos será dado por acréscimo.

Neste Evangelho, Jesus nos pede duas coisas importantes. A primeira é para não servirmos a dois senhores, isto é, a Deus e ao dinheiro. Ninguém consegue fazer isso, pois acaba pendendo para um dos dois, deixando o outro de lado.

Veja que Jesus usa a palavra servir, não amar. Isso porque nós temos a tendência de separar o dinheiro da fé, dizendo que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Sendo que "a raiz de todos os males está no amor ao dinheiro. Por causa dele, muitos se afastaram da fé" (1Tm 6,10). O dinheiro traz uma felicidade ilusória.

Nós, na nossa malandragem de pecadores, poderíamos dizer que servimos ao dinheiro, mas não amamos a ele, e sim a Deus. Por isso que Jesus coloca a opção, não entre servir a Deus e servir ao dinheiro, mas entre servir aos dois e servir a Deus.

A segunda coisa que Jesus nos pede é: "Não vos preocupeis com o dia de amanhã".

Um pouco na frente, Jesus nos pede para sermos como as crianças. "Quem não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele" (Mc 10,15). A criança não se preocupa nem com o passado nem com o futuro. Ela vive o momento presente.

O passado e o futuro devemos jogar nas mãos de Deus. A nossa tarefa é cuidar do momento presente da nossa vida, e ponto final. Isso elimina grande parte das nossas preocupações, pois mais ou menos 90% delas são, ou com o nosso passado, ou com o nosso futuro. E assim deixamos de lado o principal, que é a dedicação ao momento presente, o único que está em nossas mãos.

"Os pagãos é que procuram essas coisas". Isso porque eles não tem fé, e por isso querem carregar toda a própria vida nas costas, o que ninguém dá conta.

A preocupação exagerada com o ontem ou com o amanhã nos causa stress, justamente porque não temos poder sobre esses dois períodos. E sabemos que a stress se transforma facilmente em depressão, tirando a nossa alegria e felicidade. E o pior: A preocupação exagerada com o passado ou o futuro nos afasta do principal, que é cuidar do momento presente. Se nós, por falta de confiança em Deus, queremos assumir também a parte dele, que é cuidar do nosso passado e do nosso futuro, certamente a nossa cruz se tornará muito mais pesada. E não precisa, porque Jesus disse: "O meu jugo é suave e o meu fardo é leve".

A lembrança de como Deus nos tem acompanhado até aqui, dá-nos tranqüilidade em relação ao nosso futuro. O mesmo Deus que estava ontem comigo, estará amanhã também. Ele não muda, não morre e não trai a si mesmo. A única coisa que ele pede é a nossa confiança, que é fruto do amor.

Vamos deixar o amanhã para amanhã; lá Deus nos orientará. Ele não nos dá esta orientação hoje, porque a nossa memória é fraca e podemos nos esquecer.

Certa vez, um homem estava dirigindo o seu carro numa cidade grande e desconhecida, e se perdeu.

Viu um senhor que vinha na calçada, encostou o carro e lhe perguntou: "Por favor, como que eu chego a tal lugar?"

O senhor começou a explicar: "Siga aqui em frente, na terceira travessa vire à esquerda e no segundo farol entre à direita. Você vai chegar a uma pracinha. Lá..."

O homem olhou para o rosto do motorista e percebeu que ele estava tão preocupado que já havia se esquecido da primeira explicação. Olhou no seu relógio e lhe disse: "Pode deixar, eu vou com você até lá".

O motorista deu um sorriso agradecido. O senhor entrou no carro e os dois foram conversando sobre os assuntos do momento.

Quando ia chegando onde deviam virar, ele avisava: "Por favor, na próxima vire à esquerda".

O motorista nem precisava olhar as placas das ruas; sua preocupação era apenas com o trânsito, isto é, com o momento presente.

Em nossa vida de peregrinos, Deus é esse nosso acompanhante que sabe o caminho. Ele não nos explica o que vai acontecer amanhã, porque amanhã ele estará conosco e nos dirá na hora certa. "Não vos preocupeis com o dia de amanhã. Olhai as aves do céu!"

Peçamos a Maria Santíssima que nos ensine a amar e confiar mais no seu Filho.

Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais vos será dado por acréscimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário