BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

21 de abr de 2012

ABORTO PARA CRIAR UMA SOCIEDADE PERFEITA - José salviano



Eliminação para o bem social.

Uma seleção artificial das pessoas
Naquele país distante foi aprovada a lei do aborto livre. Pouco tempo depois já se viam as conseqüências: Primeiro, as meninas começaram a brincar de engravidar, e depois tiravam o filho(a) com a maior naturalidade. E isso ocasionou uma grande desordem moral e social.
Os fetos defeituosos, eram todos abortados. E assim, no país da novidade da seleção artificial das pessoas, o direito de abortar teve uma grande ampliação, ou seja, aquele povo estava alucinado pelaidéia de perfeição, chegando ao ponto de eliminar crianças até mesmo depois de nascidas.
O ideal de criar uma sociedade perfeita de causar inveja ao mundo todo, subiu a cabeça daquele povo. A idéia de seleção social atinge então conseqüências assustadoras. A coisa estava funcionando assim. Os jovens, depois de certa idade, passavam por uma bateria de testes, e se não fossem inteligentes o suficiente com Q.I. acima de 140, ambiciosos, trabalhadores, bonitos talentosos, etc, ou se tivesse alguma tendência criminosa, eram eliminados.
Agora o nome não era mais aborto, mas sim, Eliminação para o bem social. Assim, desse modo, o objetivo era a perfeição. Visavam criar dentro de 20 anos, umasociedade perfeita, o que seria imitado pelo mundo inteiro. Todo ser humano que apresentasse qualquer tipo de defeito, seria eliminado. As fronteiras daquele país estavam sobre controle, para que não entrasse nenhum imigrante.
CONSEQUÊNCIAS – Trinta anos depois, aquela sociedade perfeita, aquela sociedade de pessoas selecionadas, começou a enfrentar sérios problemas. Como todas as pessoas eram inteligentes, ricas e importantes, nenhuma delas se submetia a humilhação de lavar as privadas, de recolher o lixo, assim como lavar louça, fezes, roupas, fazer comida, etc. Ninguém queria fazer os serviços humildes, e aquela sonhada sociedade perfeita estava à beira do caos total. Porque gente fina é outra coisa.
A sujeira e o mau cheiro tomou conta da sociedade perfeita. Por causa disso, aquela sociedade da elite, teve de abrir as fronteiras para a entrada de mão-de-obra estrangeira. Era grande a leva de pessoas, principalmente de jovens que entrava naquele país distante, para fazer o serviço sujo, que os selecionados não faziam. Era grande o controle sobre os imigrantes. Eles não podiam praticar suas religiões, não podiam se misturar com os perfeitos, nem mesmo dirigir-lhes a palavra. Toda a comunicação com eles era feita através de aparelhos de comunicação especiais.
Isso causou uma grande indignação nos imigrantes, os quais já representavam um número expressivo dentro da sociedade perfeita. Eles então começaram a bagunçar de propósito, e não tinha como controlar a sua revolta, pois a polícia era composta de imigrantes e por descendentes de imigrantes. Portanto, eles eram todos, farinha do mesmo saco. Eram todos da mesma origem: eram pobres, não eram selecionados, não eram importantes não pertenciam àquela sociedade.
Anos depois, a elite passou a ser reduzida, muitos emigraram para outros países ricos, enquanto os misturados imigrantesaumentavam cada vez mais.
CONSEQUÊNCIA 2 : 60 anos depois da grande virada para aperfeição social, aquele país distante estava pior do que antes. Estava mesmo em situação pior do que os países vizinhos. Porque a desordem e a anarquia tomou conta daquela sociedade. Os elitistas chegaram a conclusão de que OS RICOS PRECISAM MUITO MAIS DOS POBRES DO OS POBRES PRECISAM DOS RICOS. Eles descobriram que todas as pessoas são importantes, o rico precisa do pobre para lavar a sua sujeira, sua roupa, sua casa, para fazer a sua comida, cuidar dos seus barcos, carros, casas, jardins, dos seus idosos, etc. Descobriram que a causa número um da riqueza, é a existência da pobreza. Pois é o trabalho e o próprio dinheiro do pobre que geram a fortuna do rico. Por isso, os ricos deveriam Ser muito gentis com os pobres, como o são os políticos, (mas isso somente acontece na campanha eleitoral).
Descobriram ainda que o sonho de uma sociedade perfeita, onde todos são bonitos, inteligentes, saudáveis, é uma grande ilusão. Pois Deus sabe o que faz. A existência de pessoas desiguais, é exatamente para que um complete o outro. Pois é na diversidade que atingimos a unidade.
Muito embora nós reclamamos de algumas das obras de Deus, reclamamos de algumas de suas criações, é bom saber que tudo que Deus criou, é importante. Para cada fechadura existe uma chave. O problema todo está no mau uso que fazemos das coisas criadas por Deus.
Nós reclamamos, por exemplo da existência de mendigos nas calçadas. Pessoas importantes reclamam do mau aspecto causado por eles, outros reclamam do mau cheiro, e tem gente que até botam fogo neles ou mesmo os matam para que não manchem a beleza da cidade.
Porém, o que essas pessoas tão importantes não sabem, é que aqueles zumbis, como são chamados, os mendigos, são de suma importância para a nossa salvação eterna. Se não houvesse nenhum mendigo, como poderíamos praticar a caridade? E se não praticarmos a caridade como poderemos merecer a vida eterna?
Conclusão. Depois de tanta vira-volta, aquele país distante hoje está em paz. O ABORTO PARA UM SELEÇÃO SOCIAL foi abolido, e todos convivem normalmente, sendo fraternos à medida do possível, pois estão conscientes de que todos somos importantes, mesmos os que não são importantes.
Sal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário