BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

17 de abr de 2012

Jesus rezou para nos dar o exemplo - Sal



Dia 24 de maio


            Prezados irmãos.  Jesus ao rezar dirigindo-se ao Pai, estava nos dando o exemplo. Não obstante Ele ser Deus e ter os mesmos poderes que o Pai, ele, enquanto Filho, sentia a necessidade de se comunicar com Deus, e fazia isso sempre que tinha uma decisão importante, como foi na escolha dos discípulos.
            Rezando ao Pai, Jesus estava nos ensinando como devemos rezar. Sempre nos dirigindo os nossos pedidos a Deus em nome de Jesus.  Pois Jesus é o nosso intercessor maior, o mais importante junto ao Pai.
            E por falar em oração, como anda as nossas orações? Será que não estamos rezando apenas com os lábios? Rezando sem prestar a mínima atenção no que pronunciamos?  Quando falamos com um amigo e ele não nos presta atenção, apenas faz alguns gestos e diz alguns monossílabos para fingir que está prestando atenção, nós ficamos magoados, e paramos a conversa.  Quando falamos com Deus, precisamos ter uma atitude de oração, (a menos que estejamos num ônibus ou coisa parecida. Senão, as pessoas poderão pensar que somos locos). Todo o nosso corpo precisa orar, numa atitude de máxima concentração, e reconhecimento da nossa insignificância diante de Deus Todo poderoso. E apesar de fazer isso diariamente, temos de prestar atenção no significado de cada palavra. Não é pronunciar um monte delas como uma torrente de água que despejamos  num balde, com o pensamento distante daquilo que estamos fazendo. Temos de rezar numa atitude de máximo respeito afinal, não estamos falando com qualquer um. Estamos falando com Deus!  
            Será que estamos pedindo coisas coerentes, ou pedimos verdadeiros absurdos? Pedimos com fé? Pedimos somente por nós, ou será que rezamos também pelos nossos irmãos?  Quando rezamos reconhecemos Deus como o todo poderoso, misericordioso, presente em toda parte bondoso porém justo?   Reconhecemo-nos seres ingratos e pecadores, dependentes da sua graça, sua ajuda, proteção e da sua administração da nossa vida?
            Caríssimo. Façamos uma revisão do nosso modo de rezar, assim como da freqüência  com que rezamos. Temos de rezar sem cessar. Em todo lugar onde estamos, podemos e devemos rezar. Não somente na hora em que a desgraça bate a nossa porta. E pode crer. Deus permite às vezes a desgraça, para nos acordar para a triste realidade da nossa fraca espiritualidade.

            Vigiai e orai. Pois mesmo o espírito estando preparado, a carne é fraca e nos arrasta com a ajuda de satanás, para longe da Luz, para longe de Deus! 

Sal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário