BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

11 de abr de 2012

Por que vocês estão assustados? -Alexandre Soledade


Alexandre Soledade


Bom dia!
Esse evangelho apresenta uma pedagogia extremamente confortante a todos que estão enfrentando momentos de dúvida em sua caminhada, seja ela no trabalho, em equipe ou em casa. Ele é auto-explicativo. Abramos nossos olhos aos versículos que grifei:
“(…) Por que vocês estão assustados”? (Uma constatação)
“(…) Por que há tantas dúvidas na cabeça de vocês”? (Uma característica humana)
“(…) Toquem em mim e vocês vão crer”! (Uma ação e uma promessa)
(…) Uma constatação…
Como no evangelho de hoje, às vezes os problemas, bem como as respostas, são precedidos de sinais ou avisos, mas preocupados com a solução ou outras coisas, acabamos deixando passar por despercebido a solução que pairava “embaixo dos nossos narizes”.
A fase inicial à solução de um problema começa na constatação que ele existe e esta instalado. Lutamos para não usar óculos, remédios de controle de pressão ou diabetes, (…) Quantas vezes pessoas muito próximas a nós nos perguntaram do nada: “você esta diferente, esta mais nervoso (a)!?”, “fulano(a), porque você esta tão introspectivo?”, “por que esta tão agressivo (a) ou ríspido?”, “o que aconteceu, por que esta tão impaciente?”
Enxergar o problema, ou seja, constatá-lo, ajuda na solução. “(…) Então os dois contaram o que havia acontecido na estrada e como tinham reconhecido o Senhor quando ele havia partido o pão”. Reparem que eles só o reconheceram mais tarde
(…) Uma característica humana…
QUANDO ÉRAMOS JOVENS não tínhamos a noção das limitações que nos acometeriam na senilidade; QUANDO ÉRAMOS SOLTEIROS não imaginávamos que não teríamos tanto tempo quando cassássemos; SAUDÁVEIS não imaginamos como agiríamos na fraqueza. Temos dificuldade de constatar a nova realidade que nos é apresentada e transformá-la em algo favorável, pois temos medo de reconhecer nossas fraquezas e limitações. Combatemos contra nós mesmos o tempo inteiro. “(…) Por que há tantas dúvidas na cabeça de vocês”?
Com o tempo perdemos parte da energia, da saúde, da memória, da disposição e do tempo, mas em compensação ganhamos prudência, maturidade, discernimento, astúcia, experiência de vida… Quem nunca se pegou dizendo “se eu fosse jovem hoje com a cabeça que tenho hoje”? Nos preocupamos com que perdemos mas não com que ganhamos. Ganhamos medos. “(…) Jesus apareceu de repente no meio deles e disse: Que a paz esteja com vocês! Eles ficaram assustados e com muito medo e pensaram que estavam vendo um fantasma”.
(…) Uma ação e uma promessa…
Reconheça a nova situação. Dê passos antecipados eles. Minha avó sempre dizia em minha juventude que “guerra avisado não mata aleijado”, ou seja, os sinais das mudanças surgem, como sementes que rompem a casca, levarão, portanto certo tempo a alcançar um tamanho que seja visto. Quem imaginava que as máquinas de escrever seriam obsoletas? Quem imaginaria alguns anos atrás que as locadoras iriam acabar por causa da pirataria e da internet?
Viu que a empresa que trabalha não vai bem das pernas, por que não se antecipar e começar a procurar uma nova situação? O filho que anda estranho, com hábitos estranhos, por que esperar para ter uma conversa? Observe sob essa ótica essa mensagem profética de Jesus notem que ele já avisava dos acontecimentos e hoje os relembra: “(…) Enquanto ainda estava com vocês, eu disse que tinha de acontecer tudo o que estava escrito a meu respeito na Lei de Moisés, nos livros dos Profetas e nos Salmos. Então Jesus abriu a mente deles para que eles entendessem as Escrituras Sagradas…”.
Em todas as ocasiões, não se esqueça de se apegar a Deus. Ele caminha conosco e não tardará em reaparecer em meio às dúvidas.
Lembrei de uma situação em que José, filho de Jacó, foi levado à prisão. Ele já imaginava que isso poderia acontecer, mas não se preveniu. O fato e o lugar poderiam tê-lo levado a morte, mas a sabedoria, que emanava de Deus, o fez amigo do carcereiro, que foi aquele que propiciou que este chegasse ao faraó, interpretasse seus sonhos, o retirasse do cativeiro e voltasse pra casa. Um novo lugar, adaptação a realidade e a transformação dela em algo melhor.
“(…) e lançou José na prisão, onde se encontravam detidos os prisioneiros do rei. E José foi encarcerado O Senhor estava com ele. Mostrou-lhe sua bondade e fez que ele conquistasse a simpatia do chefe da prisão.. Este confiou a José todos o presos que ali se encontravam, e nada se fazia sem sua ordem. O chefe da prisão não fiscalizava nada do que fazia José, porque o Senhor estava com ele e fazia-lhe prosperar tudo o que empreendia “. (Gênesis 39, 20-23)
Não tenha medo das mudanças! Deus estará contigo!
Um imenso abraço fraterno.






Nenhum comentário:

Postar um comentário