BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

6 de abr de 2012

Aquele que me ama guarda a minha palavra - Sal



O7 de maio



Nem todo aquele que sabe muitas coisas de Deus, sobre filosofia, teologia, estará salvo. O simples ato de conhecer a palavra de Deus, não significa passaporte garantido para o Céu.  Porque guardar a palavra de Cristo, significa vivê-la ou  praticá-la. Significa absorver os ensinamentos de Cristo  ao mesmo tempo que transbordamos essas verdades para os demais. E fazemos isso com a nossa vivência e de preferência com a própria palavra, ou catequese.  Alguns daqueles que conhecem profundamente a Sagrada Escritura,  têm um vocabulário um tanto arrogante, muito erudito, pueril, esnobe, tecnocrata, etc. Parece que falam da boca para fora, parece que não falam como quem acredita e pratica aquilo que discursa. Parece que estão fazendo uma exibição de conhecimento puro, uma exibição do seu domínio das coisas de Deus, porém, falam com os lábios, ou falam intelectualmente, apenas com a razão, e não como quem tem fé.
Guardar a palavra, significa primeiro assimilá-la para sim aceitá-la, acreditar. Mais esse guardar, não deve ser entendido no sentido de armazenar puramente falando. Pois o certo é: assimilar, praticar e ensinar a palavra de Deus.

             Neste Evangelho Jesus nos explica que a melhor declaração de amor não está nas palavras mas sim nos nossos atos. Porque guardar  a palavra de Jesus significa praticar os seus ensinamentos.  É como a namorada ou o namorado que diz um para o outro: Eu te amo, e em seguida fica olhando para outra (o).  Do mesmo modo, o filho diz, ou escreve num lindo cartão:  Minha querida mãe. Eu te amo muuuuuuito!   Horas depois lhe responde mal. Bate a porta do quarto, não obedece, etc.
            Somos filhos de Deus e como tal, deveremos fazer conferir os nossos atos com as palavras do Evangelho e com as palavras que pronunciamos diariamente em nossas orações.  Guardar ou praticar as palavras do Evangelho, é o mesmo que demonstrar o nosso amor a Jesus, e conseqüentemente  ao nosso Pai.  Porque" E a palavra que escutais não é minha,
mas do Pai que me enviou.
           Jesus prometeu aos discípulos enviar-lhes o Espírito Santo, aquele que é   o nosso  Defensor, aquele  que vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito. Porém, é importante ter em mente, que o Espírito Santo nos ensina, e nos faz recordar, ou    nos lembrar de tudo o que estudamos, de toda a palavra de Deus que aprendemos. Portanto, precisamos fazer a nossa parte, ou seja, ler diariamente a palavra de Deus, explicada, comentada, e nas escrituras. Primeiro os Evangelhos, depois as cartas, comentários sobre os Evangelhos, as cartas, e assim por diante. Pois se não plantamos, não podemos colher. Se eu nunca tivesse lido ou ouvido uma palavra sobre Deus, como poderia agora escrever sobre Ele?
Neste momento, quem está me ditando as palavras que estou escrevendo  e que você vai ler, é o Espírito Santo. Porque além de nos proteger, o Espírito de Deus nos ensina, colocando em nossas mentes e depois em  bocas as palavras que devemos pronunciar na hora certa, na hora em que estamos anunciando o Evangelho. Nunca se preocupe como você vai responder a uma possível pergunta dos irmãos, dos jovens ou das crianças quando você estiver fazendo uma palestra missionária. Fique totalmente tranqüilo (a), pois as palavras ou a resposta certa aparecerá na sua mente, fruto da ação do Espírito santo.  É só confiar, esperar uns segundos, e você, digo, o Espírito Santo responderá as mais capciosas das perguntas que por acaso lhe serão dirigidas. Já me aconteceu isso e não foram  poucas vezes. Geralmente, tais perguntas difíceis, ou do tipo pegadinhas, porque é exatamente para nos pegar, para nos tirar de circulação, como dizem, para nos tirar o rebelado, são parecidas com aquelas perguntas que os fariseus faziam a Jesus. "Mestre! É lícito pagar imposto a César?" .  No tempo do governo Militar no Brasil, os alunos mais "espertos" adoravam fazer isso para deixar a professora ou o professor totalmente desnorteado(a).
        
Sal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário