BOM DIA

BEM VINDOS AOS BLOGS DOS

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS, MAS RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES. CRISTÃS OU NÃO.

CATEQUESE PELA INTERNET

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PESQUISAR NESTE BLOG - DIGITE UMA FRASE DE QUALQUER EVANGELHO

6 de abr de 2012

A paz de Jesus e a paz do mundo - Sal



O8 de maio


 “Disse Jesus: Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não vo-la dou como o mundo a dá. Não se perturbe o vosso coração, nem se atemorize!”

A paz de Jesus é diferente da paz do mundo, porque é uma paz sincera. E como paz sincera, ela é baseada no amor fraterno, como o amor de irmão para irmão. Os irmãos se amam sinceramente a tal ponto de às vezes até brigarem por causa desse amor. O mais velho briga com o mais novo numa briga quase de pai para filho, para que o menos experiente não siga o caminho errado na vida por exemplo. Isto é interesse verdadeiro, isto é amor fraterno. (frater=irmão). 
No amor conjugal também, as brigas de ciúmes são brigas por mais amor sincero entre os dois. Ela briga com ele. Por exemplo, por que ele não a está amando sinceramente como deveria, ou como ela o merece.
Ele brigou com ela porque ela não telefonou ou porque olhou para outro...  São brigas de amor, ou por mais amor autêntico.
Já a paz do mundo é a paz por interesse. É aquela em que suportamos a chatice do outro apenas por que queremos vender-lhe algo. É o mecanismo da psicologia da venda. Agradar sempre o cliente, nunca criticar, elogiar, mais isso é apenas para vender, e obter lucro.  O paquerador só elogia a sua “presa” preparando-se para dar o bote, para lançar a cantada fatal!  O político procura agradar ao máximo o seu eleitorado com um grande sorriso na foto de campanha. E apesar de que nós às vezes gostamos de ser enganados, esta paz que é fruto da bajulação por interesse, não nos satisfaz, por ela ser uma paz incompleta. Porque, quando você encontrar alguém que só o elogia, não cita nenhum de seus defeitos, pode ter a certeza de que este alguém está querendo alguma coisa de você.  Amigo de verdade, é aquele que vê os nossos defeitos, cita-os mais depois nos perdoa.  Isto é o que fazem nossos pais e irmãos que nos querem bem sem falsidade  e sem interesse.
Amar não é sair por aí dando beijinhos em todo mundo. Às vezes, uma boa bronca, como aquela que o pai ou a mãe dá num filho, é muito mais sinal de amor do que um beijinho falso ou por interesse.
                Prezados irmãos. A paz do mundo é falsa, interesseira, e pode até nos colocar em verdadeiras enrascadas.  Porque, no mais das vezes, por detrás dessa paz, estão verdadeiras armadilhas. Veja o caso do  pedófilo que oferecia doces para as meninas e para os meninos. Aquilo não passava de uma armadilha, como a isca que colocamos no anzol para enganar e pegar os peixes.
Caríssimos. Somente a paz de Jesus nos satisfaz, nos acalma, nos dá a segurança que precisamos, porque é a verdadeira paz. A paz interior, a paz de estar na amizade com Deus, porque estamos seguindo os seus ensinamentos.   Prefira a paz de Cristo!
  
Sal

Nenhum comentário:

Postar um comentário